USA

WTTC revela novos dados que sinalizam a recuperação das viagens internacionais para os E.U.A.

Após a remoção dos testes, as reservas de voos internacionais de entrada para os EUA têm um aumento de 93%

No entanto, a recuperação ainda fica aquém de outros destinos de viagens internacionais e níveis pré-pandemia



DALLAS (20 de julho de 2022) – Novos dados divulgados pelo World Travel & Tourism Council (WTTC) e seu parceiro ForwardKeys, sobre tendências internacionais de reservas de voos, revelam que a tão esperada recuperação dos gastos dos viajantes internacionais nos E.U.A. estão finalmente em andamento.
De acordo com a pesquisa, as reservas de entrada aumentaram em massa após o governo dos E.U.A. ter retirado a exigência de teste COVID antes da entrada.

Mas enquanto os dados da ForwardKeys mostram que as reservas aumentaram 93% durante as últimas seis semanas em comparação com mesmo período do ano passado, os gastos internacionais nos E.U.A. ainda estão atrás de outros destinos e não deverá atingir níveis pré-pandemia até 2025.

“O aumento nas reservas de entrada valida a decisão do governo dos E.U.A. de aliviar as restrições de viagem ao eliminar os testes para visitantes e cidadãos dos E.U.A. que retornam – algo que outras economias fizeram há muito tempo”, disse Julia Simpson, Presidente e CEO do WTTC. “A melhora ano a ano é promissora, mas ainda há um caminho a percorrer. A taxa atual de recuperação nos gastos dos visitantes internacionais não atingirão os níveis pré-pandemia até 2025.” Simpson continuou: “Esta descoberta ecoa nosso estudo anterior, mostrando os E.U.A. atrás de outros países em visitantes internacionais, resultando em uma recuperação mais lenta do que o esperado da receita do turismo internacional”.

O último relatório anual de impacto económico (EIR) do WTTC mostrou que os gastos de visitantes internacionais em 2021 estão crescendo apenas 1,4%, atingindo US$ 40,3 bilhões, mas ficando muito aquém do total de US$ 190,9 bilhões de 2019. O relatório prevê que os setores de viagens e turismo de muitos países voltarão aos números pré-pandemia no próximo ano, mas os E.U.A. não deverão se recuperar totalmente até 2025.

“O aumento nas reservas de entrada valida a decisão do governo dos EUA de aliviar as restrições de viagem ao eliminando os testes para visitantes e cidadãos dos EUA que retornam – algo que outras economias fizeram há muito tempo”, disse Julia Simpson, presidente e CEO do WTTC.

“A melhora ano a ano é promissora, mas ainda há um caminho a percorrer para viajar para os EUA. A taxa atual de recuperação dos gastos de visitantes internacionais não atingirão os níveis pré-pandemia até 2025.”



Cidades icónicas dos E.U.A. continuam sendo destinos populares

De acordo com os dados mais recentes de reservas de voos, as cidades americanas icónicas continuam sendo destinos populares para os visitantes dos E.U.A., incluindo Nova York, São Francisco, Los Angeles, Miami e Orlando liderando o caminho.

Durante as últimas quatro semanas, também houve um forte aumento nas reservas de voos de entrada para Ft. Lauderdale, aumentando 7% desde o mês passado.

Os principais mercados de origem para viagens internacionais de entrada são Canadá, Alemanha, França e Brasil. Chile e o Japão também se juntaram recentemente aos principais mercados emissores com reservas de voos de entrada aumentando significativamente durante as últimas quatro semanas em 28% e 8%, respetivamente.



Viagens internacionais de saída aproximam-se dos níveis pré-pandémicos

Impulsionadas pelo robusto crescimento ano a ano de 35% em relação a 2021, as reservas de voos de saída dos E.U.A. atingiu níveis próximos da pré-pandemia, ficando apenas 5% abaixo das reservas de 2019.

Destinos internacionais como Canadá, México, República Dominicana, Reino Unido e Itália lideram a lista de viajantes dos E.U.A. que procuram escapar. Juntando-se aos principais destinos, as Filipinas tiveram um aumento de 8% nas reservas de voos de ida apenas nas últimas quatro semanas.

Simpson acrescentou: “A boa notícia é que o setor de Viagens e Turismo é resiliente e sensível a políticas transfronteiras e a redução de restrições estão ajudando a impulsionar a recuperação do setor. Mas mais as viagens internacionais são fundamentais para garantir o ritmo e a escala da recuperação total.”

O WTTC acompanha as tendências de viagens internacionais há mais de 30 anos. Com a ajuda do conhecimento e parceiros como a ForwardKeys, o WTTC publica uma série de relatórios de pesquisa a cada ano, aprofundando em questões como a contribuição económica do setor de Viagens & Turismo, criação de empregos, crescimento do mercado e muito mais.



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s